Fashion Rio – moda Hype – Inverno 2013.

14 11 2012
Novidades e novatos marcaram a 17º edição do Prêmio Rio Moda Hype. Na passarela, destaque para os seios de fora, contraste do sexy e do relax e modelos que pareciam estar no primeiro encontro com o PIT de fotógrafos.

Estilistas que marcaram presença nessa edição: Wasabi, das estilistas Ana Wambier e Daniela Sabbag, A Unak, de Bruna Cineze Santini, A Enkb, de Cinthia Mádero e Mell Barbosa, Patricia Gimenez e o veterano Sann Marcuccy. 

Release das coleções: 

– Wasabi: A linha de inverno da grife teve inspiração no wabisabi, conceito oriental que mistura o luxo, o básico e antigo, criando uma linha high-low. A imagem “oxidada” se destaca em algumas peças, incluindo macacão fluido, coletes e vestidos envelope, feitos na maioria das vezes de tecidos leves como algodão, seda e organza. Na cartela de cores, destaque para os tons arenosos, além de dourado e azul.

–  A Unak: é dedicada a homens e mulheres e apareceu na passarela com uma linha cheia de jeans, sarja e peças do dia a dia. As tramas de tecido fechado também se destacaram em vestidos e calças para ambos os sexos. O tecido lavado também apareceu em peças sozinhas ou conjuntinhos. Na cartela de cores, nada mais colorido que o preto, branco, azul e cinza. Nos pés, as ankle boots mantinham o balanço de pesado/leve dos looks. Os ternos com botões colocados fora de simetria se destacaram, além dos maxicasacos.

–  A Enkb: é dedicada ao público masculino. A linha mostrou as multi-facetas do homem em vários momentos da vida. A alfaiataria é a grande chave da coleção de inverno das estilistas, além dos conjuntinhos de shorts e blusa, com mix de tecidos, macacão e calca de shape solto. Essas peças apareceram sobrepostas e, algumas vezes, com um ou outromodelo feito de tela discreta. Nos pés, coturnos arremataram a produção. Os acessórios marcaram presença em formato de chapéus com vários cortes distintos.

–  Patricia Gimenez: A mesma linha de peças seguiu no resto da apresentação, com inspiração no trabalho do fotografo Steven McCurry. Não demorou muito para o seio de fora aparecer em uma composição proposital para isso. As peças mais sérias apareceram em calças de cintura alta. O Muller dramático marcou presença para dar mais um tom sexy ao desfile. A estilista apostou em algodão, voil de seda e viscose acetinada. Na cartela de cores, destaque para tons quentes como laranja, pink e vermelho.

–  Sann Marcuccy: acertou a mão entre o sexy e tímido. Isso porque as pecas longas, com fendas, foram combinadas com camisetas compridas que escondiam parte do corpo. A linha do estilista é minimalista e foi inspirada no quadro Universal Exhibiron de Nanet, com texturas e formas do século 19.  Os modelos, que desfilaram ao som de Mother, destacaram sobreposições e mix de shape solto e ajustado. Seda, linho, sarja, malha e renda formaram a coleção com cartela de cores em tons de bege, branco e dourado.

 
Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: